Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/3834
metadata.dc.type: masterThesis
Title: Ressignificação da teoria dos vínculos profissionais: tecnologia de gestão relacional no trabalho em enfermagem
Other Titles: Resignification of the theory of professional links: relational management technology in the nursing work
metadata.dc.creator: Carvalho, Lisa Antunes
metadata.dc.contributor.advisor1: Thofehrn, Maira Buss
metadata.dc.description.resumo: No trabalho da enfermagem faz-se necessário apreender a multidimensionalidade do sujeito-trabalhador, na busca pela integração do seu pensar, agir e sentir para o resgate do respeito e, consequentemente, do reconhecimento de sua subjetividade. As competências relacionais e a relação interpessoal são consideradas como o pilar da enfermagem e reconhecidas como a competência diferenciadora. Dessa forma, em Enfermagem o saber-fazer incorpora em si o saber-fazer relacional, desenvolvidos essencialmente pela relação interpessoal que se estabelece nas equipes de saúde. O presente estudo teve como objetivo geral conhecer a ressignificação da Teoria dos Vínculos Profissionais enquanto uma tecnologia de gestão relacional atribuída pelos enfermeiros. Esta dissertação é uma pesquisa qualitativa, descritiva e exploratória fundamentada na Teoria Histórico-cultural de Lev Vygotsky e na Teoria dos Vínculos Profissionais de Maira Buss Thofehrn e Maria Tereza Leopardi, foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa local sob o parecer consubstanciado 110.4100 (CAAE 45134815.0.0000.5316). Foi desenvolvida com os enfermeiros de um Hospital geral do município de Pelotas, no Rio Grande do Sul. Participaram do estudo 08(oito) enfermeiros e a coleta de dados foi por meio da técnica de grupo focal, com auxílio de gravador e diário de campo. Aconteceram 05 (cinco) encontros, no período de agosto a setembro de 2015. Os dados foram analisados através da Proposta Operativa de Minayo, e emergiram as seguintes categorias temáticas: tecnologias no processo de trabalho em enfermagem: percepção dos enfermeiros; conhecendo os vínculos afetivos e profissionais no trabalho dos enfermeiros; fragilidades e potencialidades nas relações de trabalho: visão dos enfermeiros; Teoria dos Vínculos Profissionais: ressignificando conceitos como resultado da práxis de enfermagem; tecnologia de gestão relacional: vislumbrando um instrumento de gestão para o trabalho em equipe. Na análise de discussão dos resultados, os dados apontaram que a tecnologia dura e levedura foram compreendidas pelos participantes, a fim de não as banalizar ou supervalorizá-las em detrimento das relações interpessoais que se estabelece no interior das equipes de enfermagem. Percebeu-se que há conflitos que permeiam o fazer em enfermagem, gerados pelas questões institucionais e internas dos próprios grupos de trabalho, que necessitam ser discutidas coletivamente, por meio de uma liderança participativa e democrática, exercida pelo enfermeiro. Para tanto, os vínculos profissionais somente podem ser constituídos quando o grupo apresentar abertura para as mudanças e comprometimento com o trabalho e com o colega de equipe, tornando com isso, as relações interpessoais saudáveis. Compreendem que a espiritualidade auxilia no autoconhecimento das pessoas fazendo-as entenderem melhor os outros, por meio da empatia. Um aspecto relevante que emergiu no estudo, foi o fato da necessidade de apoio psicológico para as equipes de enfermagem, quando surgem as adversidades no grupo. A reflexão sobre a saúde do trabalhador foi um aspecto interessante, já que para cuidar o trabalhador deve estar e sentir-se bem com e para com os outros. Ao se conhecer os vínculos afetivos e profissionais ficou evidente que ainda há cumplicidade, atenciosidade, cooperação, e amizade que envolve o grupo de trabalho, promovendo momentos de confraternização e alegria. Portanto, formou-se um caminho que levou a ressignificação da Teoria dos Vínculos Profissionais por parte dos enfermeiros junto as suas equipes, que culminou na construção coletiva dos conceitos de: processo de integração, processo de comunicação e competência profissional. Ao final, após a ressignificação da Teoria dos Vínculos Profissionais a mesma foi considerada uma Tecnologia de Gestão Relacional, pois favoreceu vínculos saudáveis no interior das equipes de enfermagem culminando na construção coletiva do seu conceito por parte dos enfermeiros.
Abstract: In the nursing work it is necessary to learn the multidimensionality of the subject worker, in the search for integration of his thinking, acting and feeling in order to rescue the respect and, consequently, of the recognizing of his subjectivity. The relational competencies and the interpersonal relationships are considered the pillar of nursing and they are recognized as the distinctive competency. In doing so, in Nursing, the know-how incorporates in itself the relational know-how, developed essentially by the interpersonal relationship that is established in health teams. The present study had as general aim to get to know the resignification of the Theory of Professional Links as a relational management technology set by nurses. This dissertation is a qualitative, descriptive and exploratory research based on Lev Vygotsky Cultural-Historical Theory and on the Theory of Professional Links of Maira Buss Thofehrn and Maria Tereza Leopardi Theory. It was approved by the local Research Ethics Committee under the consolidated opinion 110.4100 (CAAE 45134815.0.0000.5316) and it was developed with nurses of a general hospital in a city in the south of Rio Grande do Sul. 08 (eight) nurses participated of the study and the data collection was made through focus group technique, with assistance of recorder and field journal. There were 05 (five) meetings in the period from August to September of 2015. The data were analyzed through Minayo Operation Proposal and the following thematic categories emerged: technologies in the process of nursing work: perception of nurses; knowing the affective and professionals bonds in the work of nurses; fragilities and potentialities in labor relations: nurses’ view; Theory of Professional Links: resignifying concepts as a result of nursing praxis; relational management technology: realizing a management tool for teamwork. In the analysis of the results discussion, the data pointed that the hard and light-hard technology were understood by the participants, in order to not trivialize or overvalue them at the expense of interpersonal relations that is established within the nursing staffs. It was noticed that there are conflicts that permeate the doing in nursing, generated by institutional and internal issues of the own working groups that need to be collectively discussed through a participatory and democratic leadership, exercised by the nurse. Therefore, the professional links can only be constituted when the group presents openness to change and commitment to work and to the teammate, making, thus, the interpersonal relationships healthy. They understand that spirituality helps in the self-knowledge of the people, making them better understand others through empathy. A relevant aspect that emerged from the study was the necessity of psychological support for the nursing staff when the adversities in the group arise. The reflection on the worker's health was an interesting aspect, since, to care, the worker must be and feel good with and for others. When you know the affective and professionals bonds it became evident that there is complicity, attentiveness, cooperation and friendship involving the working group, promoting moments of celebration and joy. Therefore, it formed a path that led to the resignification of the Theory of Professional Links by nurses with their teams, which culminated in the collective construction of the concepts of: integration process, communication process and professional competence. Finally, after the resignification of the Theory of Professional Links, it was considered a Relational Management Technology, since it favored healthy bonds within nursing staffs resulting in the collective construction of its concept by nurses.
Keywords: Tecnologia
Equipe de enfermagem
Relações interpessoais
Vínculos profissionais
Technology
Nursing staff
Interpersonal relationships
Professional links
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Enfermagem
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Enfermagem
Citation: CARVALHO, Lisa Antunes. Ressignificação da Teoria dos Vínculos Profissionais: tecnologia de gestão relacional no trabalho em enfermagem. 2015. 139f. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. Universidade Federal de Pelotas, Pelotas,2015.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://repositorio.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/3834
Issue Date: 28-Mar-2016
Appears in Collections:Pós-Graduação em Enfermagem: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_Lisa_Antunes_Carvalho.pdf1,18 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons