Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/3648
metadata.dc.type: masterThesis
Title: “A mais bela dama”: as ressignificações do feminino em adaptações (2012-2013) do conto “Branca de Neve”
Other Titles: “The fairest of them all”: The ressignifications of the feminine in adaptations (2012-2013) of the tale “Snow White”
metadata.dc.creator: Mendes, Franciele Lima de Oliveira
metadata.dc.contributor.advisor1: Silva, Daniele Gallindo Gonçalves
metadata.dc.description.resumo: Os irmãos Grimm foram intelectuais importantes para a manutenção e difusão da cultura germânica durante o século XIX, sendo responsáveis por estudos sobre a gramática alemã e compilações de contos e sagas até então presentes apenas na oralidade. Dentre suas obras, uma de grande destaque foi o Kinder- und Hausmärchen, a qual reunia pela primeira vez de modo escrito vários contos maravilhosos, dentre eles, o de “Branca de Neve”, que viria a se tornar um dos mais famosos. Com o passar dos séculos, essa narrativa passou a ser recontada por diversos autores em mídias variadas, como cinema, literatura e quadrinhos, num processo que Hutcheon (2013) define como adaptação. É possível notar que fatores como o pensamento e o modo de funcionamento da sociedade na qual a nova versão da obra foi feita e recepcionada influenciam diretamente nas escolhas dos autores em relação às suas adaptações, à construção das personagens e ao tipo de abordagem utilizado. Para este trabalho, foi selecionado um total de quatro adaptações de “Branca de Neve”, além de três versões do conto dos próprios Grimm, para serem analisadas e comparadas sob as abordagens temáticas: amenização, empoderamento do feminino, aterrorização e sexualização. O foco é a representação do feminino na figura da protagonista, observando as relações de gênero e poder que estabelece com a antagonista feminina (madrasta) e com os personagens masculinos da trama (pai, anões, príncipe, caçador), tomando como base os estudos de Scott (1995) e Flax (1991). É possível notar que as releituras do século XXI buscam fugir dos estereótipos dos papéis de gêneros já ultrapassados, no qual o masculino é dominante e o feminino é subjugado, embora ainda seja difícil que uma obra consiga atingir um empoderamento total do feminino. Muitas vezes, isso se dá de forma apenas parcial, pois os padrões heteronormativos são mantidos e/ou o empoderamento de um personagem só se torna possível em detrimento da submissão de outro(s).
Abstract: The Grimm brothers were important intellectuals for the maintenance and diffusion of the Germanic culture during the 19th century, being responsible for studies on the German grammar and compilations of tales and sagas until then present only in orality. Among their works, one of the most outstanding was the Kinder- und Hausmärchen, which gathered for the first time in written form several fairy tales, among them, “Snow White”, which would become one of the most famous. Over the centuries, this narrative has been retold by several authors in various media, such as cinema, literature and comics, in a process that Hutcheon (2013) defines as adaptation. It is possible to notice that factors such as the thinking and society’s way of functioning, in which the new version of the work was made and received directly, influence the authors’ choices regarding their adaptations, the construction of the characters and the type of approach used. For this work, four adaptations of “Snow White” were selected, as well as three versions of Grimm’s tale itself, to be analyzed and compared under thematic approaches: mitigation, feminine empowerment, terrorization and sexualization. The focus is the representation of the feminine in the figure of the protagonist, observing gender and power relations that she establishes with the female antagonist (stepmother) and with the male characters of the plot (father, dwarves, prince, hunter), based on the studies by Scott (1995) and Flax (1991). It is possible to notice that the readings of the 21st century seek to escape the stereotypes of the roles of genres already surpassed, in which the masculine is dominant and the feminine is subjugated, although it is still difficult for a work to achieve a total empowerment of the feminine. Often, this occurs only partially, since heteronormative patterns are maintained and/or the empowerment of one character becomes possible only to the detriment of the submission of other(s).
Keywords: Estudos de gênero
Representação do feminino nos contos de fadas
Empoderamento do feminino
Gender studies
Representation of the feminine in fairy tales
Empowerment of the feminine
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::LITERATURA COMPARADA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Centro de Letras e Comunicação
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Letras
Citation: MENDES, Franciele Lima de Oliveira. “A mais bela dama”: As ressignificações do feminino em adaptações (2012-2013) do conto “Branca de Neve”. 2017. 106f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Letras, Centro de Letras e Comunicação, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2017.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://repositorio.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/3648
Issue Date: 31-Mar-2017
Appears in Collections:PPGL: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_Franciele_Lima_Mendes.pdf1,68 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons