Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/3017
metadata.dc.type: masterThesis
Title: Densidade de plantio e produção do maracujazeiro-amarelo no Sul do Brasil
Other Titles: Planting density and production of yellow passion fruit tree in Southern Brazil
Authors: Weber, Diego
metadata.dc.description.resumo: A fruticultura apresenta-se como importante fonte de renda ao alcance do pequeno agricultor familiar, devido a alta demanda de mão de obra e o considerável rendimento para pequenas propriedades. Uma frutífera adaptada e de grande potencial no Brasil é o maracujazeiro-amarelo (Passiflora edulis Sims), devido o seu ciclo produtivo ser relativamente curto, alta produtividade e ótima qualidade do suco. Com a adaptabilidade da cultura na diversidade edafoclimática do Brasil, faz -se possível a produção de maracujá-amarelo em todas as regiões do país. Entretanto, pouco se conhece de seu crescimento, desenvolvimento e desempenho nas condições edafoclimáticas do Sul do Rio Grande do Sul, onde tem se invernos com geadas e verões mais curtos em relação as regiões tropicais. Objetivou-se avaliar as características produtivas e físico-químicas dos frutos do maracujazeiro-amarelo produzidos em Pelotas/RS, sob três densidades de plantio. O trabalho foi desenvolvido na UFPel/FAEM, nos anos de 2011 e 2012. Utilizou-se a seleção ‘Ovalado Grande’ de maracujazeiro-amarelo, desenvolvida pela Epagri/EEUR. O plantio foi realizado em outubro de 2011, sob sistema de condução em espaldeira, com irrigação por gotejamento e polinização manual. Os tratamentos (densidade de plantio) foram: tratamento D1 com distância entre plantas de 2,5m utilizando uma planta por cova, 1.600 plantas por hectare (plantas ha -¹); tratamento D2 com distância entre plantas de 1,5m utilizando uma planta por cova, 2.666 plantas ha -¹ e; tratamento D3 com distância entre plantas de 2,5m utilizando duas plantas por cova, 3.200 plantas ha -¹. Em todos os tratamentos o espaçamento entre filas foi de 2,5m. As variáveis de produção foram: produtividade estimada (P), produção por planta(PP), número de frutos por planta (NFP), número de frutos por hectare (NFH), massa média de frutos (MMF) e dias da antese até a maturação do fruto (DAMF). As variáveis físico-químicas foram: sólidos solúveis (SS), acidez titulável (AT), relação SS/AT (RATIO), coloração da epiderme (CE), espessura média do pericarpo (EP), comprimento médio do fruto (CMF), diâmetro médio do fruto (DMF) e rendimento de polpa (RP). Não houve diferença estatística significativa entre os tratamentos para as variáveis MMF (249,24g) e DAMF (73,5 dias). Para as variáveis de produção, PP, NFP e NFH houve superioridade para os sistemas menos adensados, assim o tratamento D1, obteve melhor desempenho. Porém, considerando que o adensamento no plantio do maracujazeiro-amarelo promove maior produtividade, o tratamento D3 obteve melhor desempenho produtivo neste contexto, alcançando uma excelente produtividade, de 25,45 t ha -¹. Para as variáveis físico-químicas, não houve influência dos tratamentos em todas as variáveis. Porém os frutos apresentaram ótima qualidade, com ótimo padrão para o mercado ‘in natura’ , com valores considerados de alto padrão para as variáveis CMF (107,30mm), DMF(85,39mm), SS (11,25ºBrix) AT (5,67%) e EP (5,73mm) e RP (51,42%). Recomendase o cultivo do maracujazeiro-amarelo na região de Pelotas, RS, utilizando-se a densidade de plantio de 3.200 plantas ha -¹ (2,5 x 2,5m com duas mudas por cova).
Abstract: The fruticulture presents itself as important income source adapted for the small family farmer, due to high demand on hand labor and high performance on small farms. A fruit tree adapted and great potential in Brazil is the yellow Passion fruit (Passiflora edulis Sims), due its production cycle to be relatively short, high productivity and high quality juice. According to the excellent adaptability of culture diversity in climate and soil of Brazil, it is possible the production of Passion fruit in all regions of the country. However, little is known of their growth, development and performance at conditions of southern Rio Grande do Sul, where there winters with frosts and shorter summers over the tropics. This study aims to evaluate the productive and physicochemical characteristics in fruits of yellow Passion fruit tree produced in Pelotas/RS, under three planting densities. The work was developed in UFPel/FAEM, in the years 2011 and 2012. It was used the selection ‘Ovalado Grande' of yellow Passion fruit, developed by Epagri/EEUR. The planting was realized in October 2011, under the conduction system in trellis, with drip irrigation and manual pollination. The treatments (planting density) were: treatment D1 with distance of 2,5m between plants using one plant per hole, 1.600 plants per hectare (plants ha -¹); treatment D2 with distance of 1,5m between plants using o ne plant per hole, 2.666 plants ha -¹; treatment D3 with distance of 2,5m between plants using two plants per hole, 3.200 plants.ha -¹. In all treatments the spacing between rows was 2,5m. The production variables were estimated productivity (P), production per plant (PP), number of fruits per plant (NFP), number of fruits per hectare (NFH), average fruit weight (MMF) and days from anthesis through fruit ripening (DAMF). The physicochemical variables were: soluble solids (SS), titratable acidity (AT), SS/AT ratio (RATIO), skin color (CE), the average thickness of pericarp (EP), the average length of fruit (CMF) average width of fruit (DMF) and yield pulp (RP). There was no statistically significant difference between treatments for the variables MMF (249,24g) and DAA (73,5 days). For the production variables, PP, NFP and NFH were superior to systems less dense, so the treatment D1, performed better. However, considering that higher density planting of yellow Passion fruit promotes greater produtivity, the treatment D3 obtained better performance in this context, achieving an excellent produtivity, 25,45 t ha -¹. For physicochemical variables, there was no influence of the treatments on all variables. However, fruits showed great quality, with excellent standard for the fresh fruit market, with values considered high standard for the variables CMF (107,30mm), DMF (85,39mm), SS (11.25ºBrix) AT (5,67%), EP (5,73mm) and RP (51,42%). It is recommended the cultivation of yellow Passion fruit tree in Pelotas, RS, using a planting density of 3.200 plants ha -¹ (2,5 x 2,5m with two plants per hole).
Keywords: Passiflora edulis Sims
Maracujá
Espaçamento
Diversificação
Qualidade do fruto
Passion fruit
Plant spacing
Diversification
Fruit quality
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Agronomia
Citation: WEBER, Diego. Densidade de plantio e produção do maracujazeiro-amarelo no Sul do Brasil. 2013. 109f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Agronomia. Universidade Federal de Pelotas, Pelotas.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://repositorio.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/3017
Issue Date: 27-Mar-2013
Appears in Collections:PPGA: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação PPGA - Fruticultura - Diego Weber.pdf3,23 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons