Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/123456789/2157
metadata.dc.type: masterThesis
Title: A representação do Movimento Sufragista na Imprensa Rio-Grandina 1930-1934
metadata.dc.creator: Aguiar, Maria do Carmo Pinto Arana de
metadata.dc.contributor.advisor1: Leal, Elisabete da Costa
metadata.dc.description.resumo: A ausência de debate sobre o movimento sufragista no interior do estado do Rio Grande do Sul nos motivou a propor a presente discussão e analisar a representação do movimento sufragista na imprensa rio-grandina através do Jornal Echo do Sul e O Tempo entre os anos de 1930 a 1934. O recorte temporal 1930-1934 se justifica por ser um período conturbado politicamente dentro da história do Rio Grande do Sul e do Brasil, mas principalmente pelo acirramento das reivindicações pelo voto feminino até sua legalização na Constituição de 1934. O presente estudo se foca na cidade do Rio Grande onde ocorreram várias mudanças significativas na sociedade, devido à industrialização crescente que vinha ocasionando mudanças no cotidiano citadino. Essas mudanças foram sendo sentidas ainda nas primeiras décadas do século XX, quando durante a GrandeGuerra ocorreu a necessidade de inserção da mulher no mercado de trabalho. A industrialização e o contexto permeado pela guerra forçou muitas mulheres a ingressarem rapidamente no espaço público. Essa inserção nas fábricas acabou por acelerar a formação dos movimentos em prol dos direitos femininos. A maior participação das mulheres no ambiente público, antes negado a elas, colocou-as em evidência, ao mesmo tempo em que possibilitou a formação de organizações politizadas que vieram a reivindicar direitos políticos, como o voto.
Abstract: The absence ofdebate on thesuffrage movementin the stateof RioGrande doSulled us toproposethepresentdiscussionand analyzethe representation of thesuffragette movementin the pressof Rio Grande city trough newspaper Echo do Sulbetween the years1930 to 1934. The time frame1930-1934is justifiedfor being apoliticallyturbulent periodin thehistory of RioGrande doSuland Brazil, but especiallyby the intensification ofdemandsfor women's suffragetoits legalizationin the 1934 Constitution. This studyfocuses on thecity of RioGrandewherethere were severalsignificant changes insociety due toincreasingindustrializationthatwascausingchangesin dailycity. These changeswerestillbeing feltin the first decadestwentieth century, whenduring the GreatWarwasthe needofwomen entering thelabor market. Industrializationand contextpermeatedby warforced manywomento joinquicklyfor thepublic space. This insertionin factorieseventuallyaccelerate the formationofmovements forwomen's rights. Theincreased participation of womenin the public sphere, deniedtothembefore, placed themin evidenceat the sametimeallowed theformation ofpoliticizedorganizationswho cameto claimpolitical rights, such as voting.
Keywords: Movimento sufragista
Imprensa
Feminismo
Suffrage movement
Press
Feminism
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: História
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em História
Citation: AGUIAR, Maria do Carmo Pinto Arana de. A representação do Movimento Sufragista na Imprensa Rio-Grandina 1930-1934.. 2013. 145 f. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2013.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://hdl.handle.net/123456789/2157
Issue Date: 17-Jul-2013
Appears in Collections:Pós-Graduação em História: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Maria_do_Carmo_Arana_de_Aguiar dissertacao.pdf2,15 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.