Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/123456789/2123
metadata.dc.type: masterThesis
Title: Viabilidade e compatibilidade de pólen de diferentes genótipos de pereira no Rio Grande do Sul
Other Titles: Pollen viability and compatibility of different genotipes of the pear culture in the state of Rio Grande do Sul.
Authors: Gonçalves, Ciane Xavier
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Schuch, Márcia Wulff
metadata.dc.description.resumo: A pereira é uma frutífera que pertencente à família Rosaceae, subfamília Pomoideae e ao gênero Pyrus. No Brasil, a produção de peras é somente de, aproximadamente, 20 mil toneladas e este fato ocorre, principalmente, pela falta de cultivares adaptadas às condições climáticas. O presente trabalho foi desenvolvido com o objetivo de verificar a viabilidade e compatibilidade de pólen de diferentes genótipos de pereira no Rio Grande do Sul. Este trabalho foi dividido em cinco experimentos: No experimento 1, avaliou-se a germinação in vitro de 14 genótipos de pereira, em diferentes tempos de incubação (2, 4 e 6 horas) em incubadora tipo BOD, em ausência de luz, a 25°C. Para o experimento 2, o tempo de incubação foi fixado para cada genótipo conforme os melhores resultados obtidos no experimento anterior, avaliando-se as diferentes temperaturas de incubação (20, 30 e 40°C), na germinação in vitro de 14 genótipos de pereira. O meio de germinação básico foi composto de 100 g L-1 de sacarose e 10 g L-1 de ágar. No terceiro experimento, o tempo e a temperatura de incubação dos grãos de pólen in vitro foram fixados, conforme os experimentos anteriores; avaliou-se a germinação de dez genótipos de pereira sob a influência do acréscimo de diferentes combinações de ácido bórico e nitrato de cálcio ao meio de germinação básico. No experimento de número 4 avaliou-se a germinação in vitro de grãos de pólen de genótipos de pereira (variando-se a temperatura e o período de incubação) em estufa tipo BOD, em ausência de luz, e ainda, o ácido bórico em três concentrações adicionado ao meio de germinação básico. No quinto experimento, avaliou-se a compatibilidade gametofítica em genótipos de pereira, através do desenvolvimento do tubo polínico no pistilo da flor, 120 horas após a polinização; para os genótipos em estudo avaliou-se a autopolinização de campo, autopolinização de laboratório, polinização cruzada e a polinização aberta. Conclui-se que, para os genótipos de pereira estudados no primeiro experimento a percentagem de germinação depende do tempo e da amostra. Para o segundo experimento, entre os genótipos de pereira estudados, a temperatura de incubação a 20°C é recomendável e a 40°C é prejudicial para a germinação. Para o terceiro experimento, de maneira geral, em meio de cultura básico ou acrescido de 200 mg L-1 de ácido bórico promove elevados índices de germinação in vitro de grãos de pólen dos genótipos de pereira; e a percentagem de germinação é dimunuída quando acrescenta-se a concentração de 1200 mg L-1 de nitrato de cálcio, independente da concentração de ácido bórico. No quarto experimento, para os genótipos de pereira estudados, é recomendável a germinação de grãos de pólen in vitro em meio de cultura básico ou acrescido de 100 mg L-1 de ácido bórico. Para o quinto experimento, a fecundação dos óvulos não ocorreu na quase totalidade de genótipos e tipos de polinização; de modo geral, a polinização cruzada beneficia a fecundação.
Abstract: Pear is a fruit tree that belongs to the family Rosaceae, subfamily Pomoideae and genus Pyrus. In Brazil, the pear production lays around 20 thousand ton, and this fact occurs mainly due to the lack of adapted cultivars to the climate conditions.The present work was developed with the objective to study the pollen viability and compatibility of different cultivars, selections and rootstocks for the pear culture. This work was divided into five batches: in the experiment 1 it was evaluated the in vitro germination of 14 genotypes of pear at different incubation times (2, 4 and 6 hours) in BOD incubator and in lightless condition at 25°C. In the experiment 2, the incubation time was set for each genotype according the best results obtained in the previous experiment and it was assessed different temperatures of incubation (20, 30 and 40 °C) on in vitro germination of 14 pear genotypes. The basic germination medium consisted of 100 g L-1 sucrose and 10 g L-1 agar. In the third experiment, time and temperature of in vitro incubation of the pollen grains were chosen conform to the previous experiments. It was evaluated the germination of ten pear genotypes under the influence of the increase of different combinations of boric acid and calcium nitrate to the basic germination medium. In the experiment 4 it was assessed the in vitro germination of pollen grains of pear genotypes (varying temperature and time of incubation) in BOD incubator, lightless and boric acid in three concentrations added to the basic germination medium. Experiment 5 evaluated the gametic compatibility in pear genotypes through pollen tube growth in pistil of flower 120 hours after pollination. Therefore, to the assessed genotypes it was evaluated the self-pollination either in the field or laboratory, cross-pollination or open-pollination. The germination percentage of the pear genotypes studied in the first experiment depends on time and sample. Among the pear genotypes assessed in the second experiment the temperature of incubation at 20°C is recommended and at 40°C is damaging for germination. In the third experiment, in general, either basic culture medium or enriched with 200 mg L-1 boric acid promote higher rates of in vitro germination of pollen grains of the pear genotypes; the germination percentage decreased whether enriched with 1200 mg L-1 of calcium nitrate, independently of boric acid concentration. For the pear genotypes evaluated in the fourth experiment it is recommended to germinate the pollen grains in either basic culture medium or enriched with 100 mg L-1 of boric acid. In the fifth experiment the ovule fecundation did not occur for most genotypes and pollination type; therefore, cross-pollination benefits fecundation.
Keywords: Rosaceae
Germinação in vitro
Polinização
Alelos-S
Pereira
Rosaceae
In vitro germination
Pollination
Alleles-S
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Agronomia
Citation: GONÇALVES, Ciane Xavier. Pollen viability and compatibility of different genotipes of the pear culture in the state of Rio Grande do Sul.. 2008. 151 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2008.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://hdl.handle.net/123456789/2123
Issue Date: 7-Jul-2008
Appears in Collections:PPGA: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_Ciane_ Xavier_ Goncalves.pdf6,29 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.