Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/123456789/1572
metadata.dc.type: masterThesis
Title: O movimento espírita pelotense e suas raízes sócio-históricas e culturais
Authors: Gil, Marcelo Freitas
metadata.dc.description.resumo: Segundo os dados do censo de 2000, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, Pelotas é a segunda cidade do Rio Grande do Sul com o maior número de pessoas que se declara espírita. Enquanto a média de espíritas do Estado é de 1,8% da população, nessa cidade esse número sobe para 5,86% dos entrevistados. Este trabalho procura compreender o que fez de Pelotas uma cidade com tão expressivo número de pessoas que se identificam como espíritas. Não se trata de uma pesquisa quantitativa com vistas a comprovar se Pelotas de fato tem um número maior de espíritas do que outras cidades do RS, mas sim de uma investigação qualitativa através da qual se buscou entender o processo de formação do Movimento Espírita Pelotense e de uma identidade espírita na cidade de Pelotas. Nesse sentido, foi feita uma reconstituição histórica desde o surgimento da doutrina espírita na França, sua inserção na sociedade brasileira e sua penetração em Pelotas durante o último quartel do século XIX, buscando-se compreender como se constituiu um movimento espírita na cidade e como se formou a identidade social das pessoas que se identificam como espíritas. Além de uma pesquisa com base em documentos e entrevistas através da qual se procurou entender o processo histórico de estruturação e desenvolvimento do Movimento Espírita Pelotense, foi realizado também um trabalho de campo no qual se buscou determinar os elementos constitutivos de uma identidade espírita nessa cidade e de um ethos e ela associado, na perspectiva de se explicar o que determinou essa associação de uma parcela tão significativa da população pelotense com o espiritismo.
Abstract: According to given of the 2000 census, carried through for the Brazilian Institute of Geography and Statistics, Pelotas are the second city of the Rio Grande Do Sul with the biggest number of people that if declares spiritualist. While the average of espíritas of the State is of 1,8% of the population, in this city this number goes up for 5,86% of the interviewed ones. This work looks for to understand what it made of Pelotas a city with so expressive number of people who if identify as espíritas. One is not about a quantitative research with sights to prove if Pelotas in fact have a bigger number of espíritas of what other cities of the RS, but yes of a qualitative inquiry through which if it searched to understand the process of formation of the Movemento Espírita Pelotense and a spiritualist identity in the city of Pelotas. In this direction, a historical reconstitution since the sprouting of the espírita doctrine in France, its insertion in the Brazilian society and its penetration in Pelotas during the last quarter of century XIX was made, searching to understand as if it constituted a spiritualist movement in the city and as if it formed the social identity of the people who if identify as spiritualist. Beyond one it on the basis of searches documents and interviews through which if it looked for to understand the process historical of estruturação and development of the Movemento Espírita Pelotense, a field work was also carried through in which if it searched to determine the constituent elements of a spiritualist identity in this city and of ethos and associated it, in the perspective of if explaining what it determined this association of a so significant parcel of the pelotense population with the spiritualism.
Keywords: Religião
Espiritismo
Identidade
Pelotas
Religion
Espiritismo
Identity
Pelotas
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::ANTROPOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Sociologia e Política
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais
Citation: GIL, Marcelo Freitas. O movimento espírita pelotense e suas raízes sócio-históricas e culturais. 2008. 187 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Huamnas) - Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2008.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://hdl.handle.net/123456789/1572
Issue Date: 28-May-2008
Appears in Collections:Pós-Graduação em Ciências Sociais: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Marcelo_Gil_Dissertacao.pdf993,59 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.