Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/123456789/1188
metadata.dc.type: doctoralThesis
Title: Influência do porta-enxerto no vigor, floração e produção do pessegueiro em duas condições edafoclimáticas do Rio Grande do Sul
Authors: Comiotto, Andressa
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Silva, João Baptista da
metadata.dc.description.resumo: O trabalho objetivou caracterizar o vigor, a floração, a produção e a qualidade dos frutos de pessegueiros das cultivares Maciel e Chimarrita sobre diferentes porta-enxertos em duas condições edafoclimáticas do Rio Grande do Sul. O experimento foi realizado em dois locais distintos: na Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel da Universidade Federal de Pelotas, em Pelotas, RS e na Estação Experimental da Embrapa Uva e Vinho, em Bento Gonçalves, RS, nos anos de 2008 e 2009. Foram avaliados, nos dois locais, a época de floração, análise da compatibilidade de enxertia, diâmetro do tronco, volume de copa, peso de poda, produção, produtividade e eficiência produtiva em relação ao volume de copa e em relação ao diâmetro do tronco, diâmetro e massa média dos frutos, firmeza de polpa, teor de sólidos solúveis (SS), acidez titulável (AT), relação SS/AT, pH e a coloração da epiderme dos frutos. Os resultados obtidos demonstraram que independente do local de cultivo do pessegueiro, os porta-enxertos interferem nas características de vigor, fenológicas, produtivas e qualitativas dos pêssegos das cultivares Maciel e Chimarrita. As cultivares Maciel e Chimarrita, quando enxertadas sobre Umezeiro‟, são menos vigorosas em relação à Capdeboscq‟, em todas as comparações de vigor realizadas, devido à incompatibilidade com esse porta-enxerto. A constante de compatibilidade a campo (CCC), nos dois locais avaliados, indica que o porta-enxerto Umezeiro tem menor incompatibilidade com as cultivares copa Maciel e Chimarrita. A floração das cultivares é influenciada pelos porta-enxertos, podendo retardar ou antecipar o início e a plena floração em até cinco dias quando cultivado em Pelotas e de até onze dias, antecipando ou atrasando a época de floração, quando cultivado em Bento Gonçaves. A cultivar Maciel teve a maior produção quando enxertada sobre o porta-enxerto Tsukuba 1 e Chimarrita‟ quando enxertada sobre Aldrighi‟ e Capdeboscq‟ em Pelotas. Para Bento Gonçalves, tanto Maciel‟ quanto Chimarrita‟ foram mais produtivas quando enxertado sobre Flordaguard‟. A combinação da cultivar Maciel com Umezeiro‟ produz pêssegos com maior relação SS/AT, e a cultivar Chimarrita, enxertada sobre Umezeiro‟, produz pêssegos com maior teor de SS em Pelotas. Frutos da cultivar Chimarrita‟, enxertada sobre Capdeboscq‟ e Umezeiro‟ tem maior luminosidade e frutos de Chimarrita‟ enxertada sobre Seleção Viamão‟, menor luminosidade, e maior cor de superfície quando cultivados em Pelotas. Em Bento Gonçalves, Chimarrita‟, enxertada sobre Umezeiro‟ proporcionou pêssegos com menor relação SS/AT. Chimarrita‟, enxertada sobre Umezeiro‟, é menos produtiva e proporciona frutos de menor diâmetro quando cultivada em Bento Gonçalves.
Abstract: This work was carried out with the objective to evaluate the vigour, flowering time, production and quality of peaches trees Maciel‟ and Chimarrita‟, on different rootstocks, in two edafoclimatic conditions in Rio Grande do Sul, Brasil. The experiment was conducted in two locations: at the Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel, of Universidade Federal de Pelotas UFPel, in Pelotas (RS), Brasil, and at the Estação Experimental da Embrapa Uva e Vinho, in Bento Gonçalves (RS), Brasil, during the years 2008 and 2009. On both locations were evaluated the flowering time, grafting compatibility, trunk diameter, canopy volume, pruning weight, production, yield and yield efficiency in relation to the trunk diameter and canopy volume, fruit diameter and mass, fruit flesh firmness, soluble solid content (SS), titratable acidity (TA), SS/TA ratio, pH and external fruit color. The results showed that, regardless of where the orchard is placed, the rootstock interfere on vigour, and in phenological, productive and qualitative characteristics of peach trees Maciel‟ and Chimarrita‟. The cultivars Maciel‟ and Chimarrita‟, when grafted on Umezeiro‟ are less vigorous, in relation to that grafted on Capdeboscq‟, in any vigor comparison performed, due to a incompatibility with this rootstock. The Field Compatibility Constant (FCC), on both places evaluated, shows that the Umezeiro‟ rootstock has a little incompatibility with the cultivars Maciel and Chimarrita. The flowering time of the cultivars is influenced by the rootstocks; the beginning of the flowering and the full bloom can be delayed or forwarded by 5 days when cultivated in Pelotas, and until 11 days when cultivated in Bento Gonçalves. In Pelotas the cultivar Maciel had a higher cumulative yield when grafted on Tsukuba 1‟, and Chimarrita‟ when grafted on Aldrighi‟ and Capdeboscq‟. In Bento Gonçalves, Maciel‟ and Chimarrita‟ had the higher yield when grafted on Flordaguard‟. The combination between the cultivar Maciel and the rootstock Umezeiro produces peaches with higher SST/TA ratio, and the cultivar Chimarrita grafted on Umezeiro‟ produces peaches with higher SST, in Pelotas. Fruits of the cultivar Chimarrita‟, grafted on Capdeboscq‟ and Umezeiro‟ had a higher luminosity, and fruits of Chimarrita‟ grafted on Seleção Viamão‟ less luminosity and higher superficial color, in Pelotas. In Bento Gonçalves, Chimarrita‟ grafted on Umezeiro‟ produced peaches with the smaller SST/TA ratio. Chimarrita‟, grafted on Umezeiro‟, is less productive and produces fruits of smaller diameter, when cultivated in Bento Gonçalves.
Keywords: Prunus persica (L.) Batsch
Produtividade
Desenvolvimento
Floração
Pêssego
Prunus persica (L.) Batsch, yield, development, flowering, peach.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Agronomia
Citation: COMIOTTO, Andressa. Influência do porta-enxerto no vigor, floração e produção do pessegueiro em duas condições edafoclimáticas do Rio Grande do Sul.. 2011. 132 f. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2011.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://hdl.handle.net/123456789/1188
Issue Date: 25-Mar-2011
Appears in Collections:PPGA: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_Andressa_Comiotto.pdf3,17 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.