Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/123456789/1183
metadata.dc.type: masterThesis
Title: Avaliação de genótipos de aveia (Avena sativa L.) para o caráter tolerância ao estresse por inundação.
Other Titles: Evaluation of genotypes of oat (Avena sativa L.) to the character of tolerance to stress by flooding.
Authors: Marini, Naciele
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Carvalho, Fernando Irajá Félix de
metadata.dc.description.resumo: A cultura da aveia branca (Avena sativa L.) tem assumido importante papel como cultivo de estação fria no sistema de produção do sul do Brasil e é apontada como uma das alternativas para o cultivo de inverno, em rotação de cultivo com o trigo. Os solos de várzea ou solos hidromórficos do sul do Brasil representam uma área aproximada de 5,4 milhões de hectares, destinados quase que exclusivamente para o cultivo do arroz. O desenvolvimento e a produção de outras espécies são prejudicados devido à falta de oxigênio livre no solo. Portanto há necessidade de fornecer a esses ambientes, novas alternativas de cultivos como, cultivares de aveia branca que apresentem elevada adaptação nestas condições de cultivo, e, ao mesmo tempo, com capacidade de manter elevado potencial de rendimento de grãos. Desta forma, o objetivo geral deste trabalho foi verificar a possibilidade de caracterizar genótipos de aveia branca quanto à tolerância e sensibilidade ao estresse por inundação do solo com base em caracteres morfológicos, a fim de propiciar indicações de cultivo de cultivares tolerantes para ambientes de terras baixas ou mesmo selecionar genótipos para comporem blocos de cruzamentos. Para este fim, 40 genótipos de aveia branca foram submetidos a diferentes períodos de inundação intercalados com drenagem em casa de vegetação. O delineamento experimental adotado foi em blocos ao acaso, com três repetições, onde cada unidade de observação foi composta por um recipiente contendo três plantas. Os resultados indicam que é possível a detecção de variabilidade genética para o caráter tolerância ao alagamento em casa de vegetação. Em condições de alagamento do solo, os genótipos URS20, UPFA23 e UPF15 apresentaram melhor desempenho no primeiro ano do experimento, demonstrando serem os mais tolerantes ao estresse por inundação. Enquanto que no segundo ano os genótipos UFRGS19, UFRGS037382 e ALBASUL obtiveram o melhor desempenho. Demonstraram maior sensibilidade ao estresse durante os dois anos de experimento estão os genótipos UPFA20, UFRGS0171 e UPF94H100 sugerindo estes genótipos como possíveis genitores para comporem blocos de cruzamentos.
Abstract: The white oat crop (Avena sativa L.) has become an important player in the winter cropping system in Southern Brazil and is pointed out as the major alternative for wheat farmers in cropping rotation. Lowland soils of Southern Brazil represent an area of about 5.4 million hectares which are almost exclusively cultivated with rice as a summer crop. The development and yield of other species is harmed by low drainage conditions and lack of oxygen in the soil. Therefore, there is a need to provide alternative crops for winter cultivation in these regions, such as oat cultivars with high adaptation to this environment and, at the same time, with ability to maintain a high grain yield potential. Thus, the goal of this work was to investigate the response of oat cultivars from different breeding programs regarding the tolerance and sensitivity to flooding. Morph physiological characters were measured in order to screen genotypes and to select potential parents for crossing blocks. Forty oat genotypes were subjected to different flooding alternated with draining periods on the greenhouse. The experimental design adopted was random blocks, with three replications, where each observation unit consisted of a pot containing three plants. The results indicate the presence of genetic variability for the character flooding tolerance on greenhouse conditions. Under flooding conditions, the genotypes URS20 UPFA23 and UPF15 displayed better performances in the first year of the experiment, de ting that they are more tolerant to stress by flooding. While in the second year the genotypes UFRGS19, UFRGS037382 and ALBASUL obtained the best performance. Showing great sensitivity to stress during the two years of the experiment are the genotypes UPFA20, UFRGS0171 and UPF94H100, these genotypes could be used to form blocks of crosses.These genotypes could be used to form a mapping population and to perform additional genetic studies.
Keywords: Avena sativa L.
Estresse
Inundação
Melhoramento genético
Stress
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Agronomia
Citation: MARINI, Naciele. Evaluation of genotypes of oat (Avena sativa L.) to the character of tolerance to stress by flooding.. 2009. 115 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2009.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://hdl.handle.net/123456789/1183
Issue Date: 5-Aug-2009
Appears in Collections:PPGA: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_Naciele_Marini.pdf4,78 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.