Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/123456789/1176
metadata.dc.type: doctoralThesis
Title: Estabelecimento e multiplicação in vitro de oliveira para início da micropropagação.
Other Titles: In vitro establishment and multiplication of olive tree for micropropagation starting.
Authors: Donini, Lorena Pastorini
metadata.dc.description.resumo: A oliveira (Olea europaea L.) pertence à família Oleaceae, esta família inclui até 30 gêneros e 600 espécies distribuídas por regiões tropicais e temperadas. A estaquia é um método de propagação muito utilizado, mas o cultivo in vitro, por meio da micropropagação, é um método viável de propagação podendo assegurar a uniformidade dos pomares, além de possibilitar a produção de mudas com alta sanidade e acelerar os métodos de propagação convencional. Assim, este trabalho teve como objetivo estabelecer e multiplicar in vitro cultivares de oliveira através de diferentes tratamentos. O Artigo 1 consistiu no estabelecimento in vitro de diferentes cultivares de oliveira sob diferentes tipos de luz e avaliação de diferentes combinações de zeatina e ácido giberélico no estabelecimento in vitro. No Artigo 2 o objetivo foi determinar o meio de cultura e concentração de zeatina adequada no estabelecimento in vitro de oliveira cv. Arbequina. O Artigo 3 teve como objetivo buscar alternativas para substituir a utilização da zeatina ou diminuir a concentração desta no meio de cultura avaliando diferentes citocininas e concentrações no estabelecimento e multiplicação in vitro de oliveira cultivar Arbequina. O Artigo 4 teve como objetivo avaliar dois tipos de açúcar e concentrações na multiplicação in vitro de oliveira cultivar Arbequina. O Artigo 5 teve como objetivo avaliar diferentes tipos de vedação e nitrato de prata na multiplicação in vitro de oliveira cultivar Arbequina. De acordo com os resultados obtidos, na ordem dos artigos, verificou-se que: (1) as cultivares Koroneiki e Picual apresentam maior taxa de estabelecimento in vitro quando cultivadas sob luz branca; a combinação de zeatina e AG3 não é eficaz para o estabelecimento in vitro de oliveira; (2) os meios de cultura WPM e MO proporcionam melhores resultados no estabelecimento de oliveira Arbequina; (3) a utilização de 2 mg L-1 de BAP é eficiente para o estabelecimento e a utilização de 2 mg L-1 de zeatina é eficiente para a multiplicação in vitro de oliveira cultivar Arbequina; (4) dentre os açúcares testados, a sacarose proporciona melhores resultados e a utilização de 15 g L-1 de sacarose é eficiente como fonte de açúcar na multiplicação in vitro de oliveira cultivar Arbequina; (5) A utilização de papel alumínio como vedação e a adição de 10 mg L-1 de nitrato de prata ao meio de cultura MO apresenta melhores resultados na multiplicação in vitro de oliveira cultivar Arbequina.
Abstract: The olive (Olea europaea L.) belongs to the Oleacea falmily, which include until 30 genera and 600 species distributed in tropical and temperate regions. The cutting is a widely used method, however the in vitro culture by micropropagation is a viable method of propagation providing the uniformity to the orchards, besides to enable the production of plants with health and accelerate the methods of conventional propagation. Thus, this work aimed to evaluate in vitro establishment and multiplication of olive through different treatments of culture medium. The article 1 aimed the in vitro established of different olive cultivars under different types of light and to evaluate combinations of zeatin and gibberellic acid of the in vitro establishment. The article 2 aimed to determine both the suitable culture medium and zeatin concentration for in vitro establishment of olive tree cv. Arbequina. The objective of article 3 was find alternatives to replace the use of zeatin or decrease this concentration in the culture medium to evaluate different cytokinins and concentrations of in vitro establishment and multiplication of olive tree cv. Arbequina. The article 4 aimed to evaluate two sugar types and concentrations on in vitro multiplication of olive cultivar Arbequina. The article 5 evaluated different types of closing and silver nitrate of in vitro multiplication of olive tree cultivar Arbequina. It was verified that: (1) the cultivars Koroneiki e Picual presented higher rate of in vitro establishment when cultivated under white light; the zeatin and AG3 combination is not efficient for in vitro establishment of olive tree; (2) the WPM and MO medium culture provide better results on in vitro establishment of olive cultivar Arbequina; (3) the use of 2 mg L-1 BAP is efficient for establishment and the use of 2 mg L-1 zeatin is efficient on in vitro multiplication of cultivar Arbequina; (4) Sucrose provides better results and the use of 15 g L-1 of sucrose is efficient as sugar source on in vitro multiplication of cultivar Arbequina; (5) the use of aluminum as sealing and the addition of 10 mg L-1 silver nitrate in the MO culture medium presents better results on in vitro multiplication of olive tree cultivar Arbequina.
Keywords: Micropropagação
Olea europaea
Ag NO3
Citocininas
Açúcares
Vedação dos frascos
Micropogation
Olea europaea
Ag NO3
Cytokinins
Sugars
Seal of flasks
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Agronomia
Citation: DONINI, Lorena Pastorini. In vitro establishment and multiplication of olive tree for micropropagation starting.. 2009. 106 f. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2009.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://hdl.handle.net/123456789/1176
Issue Date: 8-Apr-2009
Appears in Collections:PPGA: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_Lorena_ Donini.pdf3,12 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.